“Pedra no Rim”

calculo renalCálculo Renal, Cálculo Urinário, Litíase, Nefrolitíase, ou Urolitíase é um dos problemas urológicos mais doloridos e, infelizmente, também um dos mais comuns, onde o nome mais popular é “Pedra no Rim”. Quando certos produtos químicos da urina juntam-se formando cristais, uma massa dura se forma. Daí a maioria das pedras começam a se formar nos rins e algumas podem se deslocar para outras partes da extensão urinária, incluindo o ureter ou o a bexiga. Elas variam de tamanho, sendo que as pedras maiores podem bloquear o fluxo da urina ou causar irritação na parede interior da extensão urinária. É um distúrbio comum e com uma incidência cada vez maior em todo o mundo, e encontrada com mais freqüência em homens de meia idade. Existem cinco tipos principais de pedra de rim, pedra de cálcio (85%), pedras relacionadas a infecções (8%),  pedra de ácido úrico (5%), pedra de cistina (1%), e outras pedras mais raras (1%) como a xanteno. Em até 70% dos indivíduos que tiveram pedra no rim, terão uma outra no espaço de até 10 anos caso não recorram a nenhum tipo de tratamento preventivo. Contudo, pessoas que têm uma disfunção metabólica grave podem ter múltiplas pedras formando-se mensalmente. Atualmente, muitas pessoas tem buscado alternativas como chás, misturas naturais e receitas caseiras, o que em alguns casos até ajuda, mas infelizmente não resolve o problema, pois não corrige a disfunção metabólica que ocasionou as pedras. Há algumas características similares encontrada em “formadores de pedras”, as quais inclui:

  • Histórico de família (genética – problemas metabólicos);
  • Homens entre 30-50 anos;
  • Reduzido consumo de água;
  • Alto consumo de bebidas artificiais gasosas(refrigerantes e cervejas) e medicamentos orais;
  • Habitante de clima quente.

Obviamente que apesar destas características estarem presentes na maioria dos “formadores de pedras nos rins”, qualquer pessoa pode vir a ter cálculos renais, e a melhor prevenção é o consumo de água, onde o cálculo da quantidade exata diária a beber é: Peso do indivíduo X 0,3 =  quantidade em litros por dia (Ex: 50Kg X 0,3 = 1,5 l/dia). Para corrigir a disfunção metabólica, a Reflexologia tem se mostrado muito eficaz a pessoas que nos procuram, pois além de ser não invasiva, proporciona ao organismo um equilíbrio de forma natural.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s