Consciência

consciencia1Percepção mais ou menos clara dos fenômenos que nos informam a respeito da nossa própria existência, sendo o nosso maior guia no momento de utilizarmos o discernimento em determinadas situações. Segundo Cristina Cairo, terapeuta e escritora, em sua obra “A Lei da Afinidade”, descreve que temos aproximadamente 5% de consciência, contra 95% de subconsciência e inconsciência, e neste grande percentual que se escondem os traumas, medos, inseguranças, fobias, pânico, carências e culpa. Estarmos conscientes, podemos assim definir, é termos a noção clara e absoluta do que fazemos, vamos fazer ou deixamos de fazer. E como chegar a esta conclusão com coerência? Há uma hierarquia para chegarmos a consciência, onde a partir da visão se elabora o raciocínio. Do raciocínio constroem-se os pensamentos. Dos pensamentos chegam-se aos sentimentos, e conseqüentemente estes despertam as emoções. Daí percebemos que existe uma considerável diferença entre pensar e sentir. A mente, ou o cérebro pensa, e a alma ou o coração, tanto faz a definição, sente. Afinal, somos o que sentimos ou o que pensamos ser? Tirem as suas conclusões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s