Consciência Negra

consciencianegraO Dia da Consciência Negra é uma data celebrada no Brasil no dia 20 de Novembro. Este dia está incluído na semana da Consciência Negra e tem como objetivo um reflexão sobre a introdução dos negros na sociedade brasileira. Esta data foi escolhida como uma homenagem a Zumbi dos Palmares, data na qual morreu, lutando pela liberdade do seu povo no Brasil, em 1695. Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, foi um personagem que dedicou a sua vida lutando contra a escravatura no período do Brasil Colonial, onde os escravos começaram a ser introduzidos por volta de 1594. Um quilombo tinha a função de lutar contra as doutrinas escravistas e também de conservar elementos da cultura africana no Brasil. Na Visão Reencarnacionista, este evento apenas reforça o preconceito em relação aos afro-descendentes, pois se somos parte da raça humana, apesar de “estarmos”brasileiros, não deveria haver privilégios, como uma data especial, cotas em universidades e empresas, ou seja, é uma discriminação a estes irmãos por causa da cor da pele. Não somos todos irmãos, filhos do mesmo PAI, iguais perante a lei, independente da raça, cor, grau de instrução, classe social, religião, partido político? Ainda chegará o dia em que muitos conflitos serão evitados, a partir do momento em que as pessoas tomarem a consciência de que somos espíritos eternos, e com certeza já fomos africanos, árabes, asiáticos, europeus, etc, em alguma vida passada. Conta a metáfora que em uma quermesse havia um vendedor de balões. Evidentemente, o homem era um bom vendedor, pois deixou um balão vermelho soltar-se e elevar-se nos ares, atraindo, desse modo, uma multidão de jovens compradores de balões. Havia lá perto um garoto negro. Estava observando o vendedor e, é claro apreciando os balões. Depois de ter soltado o balão vermelho, o homem soltou um azul, depois um amarelo e finalmente um branco. Todos foram subindo até sumirem de vista. O menino, de olhar atento, seguia a cada um. Ficava imaginando mil coisas… Uma coisa o aborrecia, o homem não soltava o balão preto. Então aproximou-se do vendedor e lhe perguntou: – Moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros? O vendedor de balões sorriu compreensivamente para o menino, arrebentou a linha que prendia o balão preto e enquanto ele se elevava nos ares disse: – Não é a cor, filho, é o que está dentro dele que o faz subir, a alma é que emerge! Como dizia Teilhard de Chardin: “Não somos seres humanos vivendo por uma experiência espiritual, somos seres espirituais vivendo por uma experiência humana.”

 

Uma resposta em “Consciência Negra

Deixe uma resposta para Marcio Higa Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s