Venha 2014!

imagesMais um ano se encerrando em nossas vidas, e outro se aproximando. Novas metas, novos objetivos traçados e esperanças renovadas. Quantos finais de ano a história se repete, somente promessas de que ano que vem tudo será diferente, e chega o final deste e nada muda? A resposta é simples, ou muito simples; se houver apenas a intenção de mudança, nada se modifica, pois, como diz o ditado, de boas intenções o inferno está cheio! A atitude, acompanhada da intenção, é o pequeno gesto que fará a grande diferença no final das contas. Um exemplo comum são as pessoas que querem emagrecer mas não pretendem abrir mão de certos hábitos alimentares, como fast-food, doces, bebidas alcoólicas, refrigerantes, ou seja, apenas querem, mas não fazem o mínimo esforço para alcançarem o que desejam, é muito trabalhoso! Um provérbio que discordo totalmente é o tal “Querer é poder!”. Afinal, só o querer não fará diferença alguma. “Fazer é poder!”, eis o mais coerente. Cito um trecho da música de Beto Guedes, “Sol de Primavera”: “A lição sabemos de cor, só nos resta aprender…”. Portanto, vamos fazer a diferença em nossas vidas em 2014 não apenas com o conhecimento, e sim com a sabedoria, que nada mais é que o conhecimento posto em prática. Um feliz ano novo!

Natal

imagesNatal (com inicial maiúscula) é o nome da festa religiosa cristã que celebra o nascimento de Jesus Cristo, a figura central do Cristianismo. O dia de Natal, 25 de dezembro, foi estipulado pela Igreja Católica no ano de 350 através do Papa Julio I, sendo mais tarde oficializado como feriado. A Bíblia não diz nada sobre o dia exato em que Jesus nasceu e por isso a comemoração do Natal não fazia parte das tradições cristãs no início. O Natal começou a ser celebrado para substituir a festa pagã da Saturnália, que por tradição acontecia entre 17 e 25 de dezembro. A comemoração do Natal em substituição da Saturnália foi uma tentativa de facilitar a aceitação do cristianismo entre os pagãos. A história do Natal está descrita na Bíblia, nos evangelhos de Mateus e Lucas. De acordo com a história do Natal descrita na Bíblia, Jesus nasceu em Belém, em um estábulo: “E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem. Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”. (Lucas 2:1-14). Nesse dia que simboliza o nascimento de Jesus, pedimos ao mestre que nos ensine a sintonizarmos mais com Ele, a seguirmos o Seu exemplo, amar ao próximo como a ti mesmo, feliz Natal!

Proteção

ImagemSentimento que muitas vezes nos falta devido a ausência de , ou o simples fato de esquecermos que temos um PAI que nunca nos abandona, crendo ou não. Muitos questionam  se a proteção realmente existe pois acontecem imprevistos e acidentes em toda parte e a qualquer momento. Isto é fato, mas estarmos protegidos não significa isenção total a qualquer tipo de situação a qual teríamos que vivenciar. Certa vez em uma barbearia um cliente conversava com o barbeiro enquanto este executava o serviço, a respeito da existência divina, se realmente estamos protegidos por algo maior ou é mera ilusão religiosa. O barbeiro pergunta ao cliente se ele acredita em DEUS. O cliente responde com toda a convicção que sim. Eis que o barbeiro questiona: “Ok, respeito a sua opinião mas discordo totalmente, pois se ele existisse realmente não haveriam catástrofes como o 11 de setembro de 2001 nas Torres Gêmeas de Nova York, correto?” Então o cliente retruca: “Bem, analisando sua opinião, devo afirmar que barbeiros também não existem!” Indignado, o barbeiro responde: “Tá de brincadeira comigo, estou falando muito sério, qual é a sua cidadão, sou um padeiro então???” Calmamente o cliente responde: “Veja aquele morador de rua do outro lado da calçada, olhe a barba dele, deve estar a não sei quantos meses, anos, sem fazer a barba!” O barbeiro aliviado diz: “A tá, desculpe a indignação, mas o senhor me assustou, ele está naquele estado porque não me procurou, pois se viesse até mim com certeza prestaria o serviço.” O cliente conclui: “Pois é, com DEUS é a mesma coisa, ELE só atende e protege a quem O procura!” Enfim, DEUS respeita o nosso livre-arbítrio, que é o maior poder que temos, e mesmo a quem não acredite, estaremos sob a sua guarda.

Benção

benção1Quando alguém te diz “Que Deus te abençoe!” não está só desejando o melhor para você, mas também atuando a seu favor, pois quando você bendiz a alguém, também está atraindo a proteção de Deus para você. O efeito de abençoar é multiplicador, já que é dado por Deus a seus filhos. A benção invoca o apoio permanente de Deus para o bem estar da pessoa, fala de agradecimento, confere prosperidade e felicidade em toda pessoa que a recebe da nossa parte. Importante esclarecer que benção é diferente de aceitação. Muitas vezes se abençoa mesmo não concordando com o propósito em questão. Podemos citar como exemplo um filho que decidi estudar Medicina ao invés de Arquitetura, que era o “sonho” dos pais devido aos  negócios familiares. Independente da escolha que se faça, a benção neste caso é primordial pois aclama pela proteção divina, ou por uma força maior onde não temos o menor controle, e a certeza de que as portas do caminho estão abertas.

Varizes

varizesSão veias dilatadas e deformadas que surgem especialmente nas pernas, causando dor, inchaço e desconforto. Elas podem ser causadas pela má circulação, especialmente durante a gravidez e a menopausa, atingindo cerca de 70% da população idosa do Brasil. Sua ocorrência é mais comum em pessoas que necessitam ficar em pé por longos períodos. As veias das pernas, que reconduzem o sangue ao coração após ter irrigado os membros inferiores, possuem válvulas cuja finalidade é impedir o retorno do sangue aos pés pela ação da gravidade. Às vezes, essas válvulas não funcionam com eficiência e o sangue empoça nas veias provocando deformação, inchaço e alterações na sensibilidade da pele. Nas mulheres, durante a menstruação e na gravidez, principalmente, os sintomas tendem a piorar. Episódios de maior gravidade podem ocorrer tanto por dilatação das veias profundas quanto das superficiais. Nesses casos de insuficiência venosa, podem surgir edema persistente nos pés, úlceras nas pernas e alterações na pigmentação da pele. Seu tratamento é feito melhorando a circulação sanguínea mudando hábitos de vida, uso de meias de compressão elástica, toma de medicamento, remédios caseiros, drenagem linfática, consumir alimentos como a castanha da índia, escleroterapia, e nas veias de grande calibre somente a cirurgia. Seja qual for o tratamento adotado, é recomendável caminhar diariamente para estimular a circulação do sangue e o crescimento de novos vasos saudáveis. Algumas possíveis causas das varizes são: idade, sedentarismo, má circulação, fator hormonal, genética, gravidez e obesidade. As varizes predispõem as pessoas à flebite, inflamação dolorosa das veias. Coágulos de sangue podem formar-se nas veias afetadas. Quando um deles se instala numa veia profunda, existe a possibilidade de que um fragmento se desprenda e, deslocando-se pela circulação venosa, alcance o pulmão. Na ocorrência de qualquer inflamação dolorida, acompanhada ou não de endurecimento da área, em uma ou em ambas as pernas, que não desapareça com sua elevação, não perca tempo e procure um médico imediatamente. Não costumam provocar complicações mais graves, mas em casos mais sérios, entretanto, para evitar dores, inchaço e problemas de pele, alguns cuidados devem ser tomados:
* Evite ficar de pé, parado na mesma posição, por muito tempo. Se for obrigado a fazê-lo, procure movimentar-se. Isso faz com que os músculos das pernas ajudem o sangue a circular;
* Diversas vezes por dia, procure elevar as pernas acima do nível do coração por alguns minutos para facilitar o retorno do sangue para o centro do corpo;
* Lembre-se de que é muito importante usar meias elásticas. Os resultados serão melhores ainda se você as calçar logo cedo, antes de levantar da cama;
* Ande a pé. Caminhar é fundamental para prevenir varizes.

 

EU SUPERIOR(Espírito) X Eu Inferior(Ego)

gratidão1O objetivo da Psicoterapia Reencarnacionista é ajudar as pessoas nessa missão fundamental, a de colocar o Ego sob comando superior, que é o Espírito, retirar-lhe a supremacia, tirar seus distintivos e medalhas e, em seu lugar, colocar curativos e poções para curar as dores e as tristezas que lhes mantinham no lugar, sentimentos esses que, na verdade, criaram esses artifícios. É a terapia da libertação das ilusões, do domínio do Ego e de nós mesmos, como viemos sempre e sempre, vida após vida, nos vendo e entendendo, para que o nosso Espírito possa, finalmente, assumir o comando de nossa vida. Mas para isso é necessário que o EU SUPERIOR domine e subordine o Eu Inferior, senão não conseguiremos nos libertar verdadeiramente do comando egóico, que nos aprisiona e onde está a mágoa, o sentimento de rejeição, a raiva, o medo, a sensação de inferioridade, a timidez, ou os seus contrapontos, igualmente ilusórios, a vaidade, o orgulho, o autoritarismo, a prepotência, a soberba. Baseando-se na Reencarnação, ela lida com a Leis Divinas que regem a nossa encarnação e das demais pessoas que estão em nossa vida: A Lei da Necessidade, a Lei da Finalidade e a Lei do Merecimento. A necessidade é porque precisamos passar por isso, a finalidade é para que possamos crescer, evoluir, interagindo com as pessoas e as situações, e o merecimento é o que merecemos receber do Amor Universal, que sempre está certo e justo, mesmo quando parece errado e injusto.