Esperar

imagespor Joana Misako Okoshi

 

 

 

Como você costuma reagir quando está a espera de um resultado?

Aquela casa que você está procurando e não encontra, as propostas de trabalho que não se realizam, as amizades nutritivas que não aparecem, enfim, as situações nas quais esperamos algum tipo de resposta, mas não acontecem…

Algumas vezes, ficamos aflitos, inconformados, e até desolados pela demora da situação para se concretizar.

Outra vezes, desesperamo-nos pela sensação de sermos sempre os desprivilegiados do Universo e, assim, vamos criando energias que, cada vez mais, nos afastam do objetivo que tanto queremos atingir.

Nesses momentos de espera, entramos até em briga com a vida, os eventos e as pessoas envolvidas, porque não estamos sendo atendidos como gostaríamos ou esperávamos – conforme as expectativas que criamos, quando projetamos o começo, o meio e o fim de uma situação em nossa mente.

Exemplificando: quando conhecemos uma pessoa, que deduzimos ser alguém com grandes chances para um relacionamento afetivo, já projetamos o processo passo a passo até o altar da igreja no momento em que a pessoa apenas acabou de nos cumprimentar… E ainda sofremos, na espera do momento seguinte…

O que nos esquecemos é da existência de uma ciência para a vida acontecer.

Ela está cuidando de cada um de nós para que possamos atingir os nossos objetivos.

E, dessa maneira, cada um tem metas diferentes em momentos diversos.

Em suma, as variáveis são imensas, se você for analisar todo o processo para tornar algo real.

Todavia, o mais maravilhoso é que a vida realiza o necessário de maneira surpreendente, mostrando-nos, a cada instante, os encaixes de uma situação com a outra numa perfeição de detalhes.

Isso faz com que o necessário aconteça no momento certo, no local exato e da melhor forma possível.

E, para isso acontecer em nossas vidas, precisamos acreditar no bem e compreender que, se estivermos trabalhando e fazendo a nossa parte, a vida, a seu tempo e modo, vai buscar e trazer à sua porta o resultado daquilo que você se empenhou para realizar.

Quantas vezes isso já não aconteceu na sua própria vida?

 

 

 

Sobre Marcio Higa

Pós-graduado em Telecomunicações, Bacharel em Ciência da Computação e Técnico em Mecânica. Está terapeuta há 15 anos, com formação em Reflexologia(Podal e Auricular) pelo IOR, Crochetagem(Técnica de Fisioterapia Manual) e Manobras Articulares(Quiropraxia e Osteopatia) pela ABCroch, e Psicoterapia Reencarnacionista, na qual é Ministrante, Palestrante e Coordenador Nacional dos Grupos de IINP(Investigação do Inconsciente Não Pessoal) da ABPR, e do Núcleo ABPR São Paulo-SP. É fundador e proprietário do Instituto Sofia Higa, em São Paulo-SP, na Vila Prudente.
Esse post foi publicado em Consciência e Poder. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s